FAQ

Perguntas frequentes sobre implantodontia

1. A partir de que idade as crianças podem fazer implantes?

As crianças podem fazer implantes após terem concluído o seu ciclo de crescimento. Uma avaliação radiográfica das mãos do paciente poderá indicar com precisão a idade óssea e se o mesmo já pode realizar procedimentos cirúrgicos com implantes.

2. Pacientes com diabetes podem fazer implantes?

Sim, desde que o diabetes esteja controlado pelo endocrinologista no momento da cirurgia. O diabetes aumenta o risco de infecção pós- operatória e pode retardar a cicatrização. Também neste caso, a cooperação entre o especialista em implantes e o médico que acompanha o paciente será fundamental para o sucesso do tratamento.

3. Já vou sair da cirurgia com os meus dentes na boca?

Sim, antes da cirurgia de colocação dos implantes é feito um molde para o estudo do caso e a definição pela melhor técnica a ser empregada. Em muitos casos é realizada a prótese sobre o implante imediatamente após a cirurgia (carga imediata), devolvendo à estética e a função bucal. Para os casos onde não é possível utilizar esse tipo de técnica, dentes provisórios fixos ou removíveis podem ser utilizados.

4. Quanto tempo preciso ficar afastado do meu trabalho para fazer implantes?

A cirurgia de implantes normalmente tem um pós- operatório muito bom, sendo que na maioria dos casos o paciente deverá ficar afastado de suas atividades de 1 a 3 dias. A recomendação de repouso após a cirurgia, evitando esforços físicos, exposições ao sol e movimentos bruscos, além de seguir as recomendações do especialista, colabora para uma pronta recuperação.

5. A cirurgia de implantes dói ou incha muito?

A cirurgia de implantes costuma ter um pós- operatório com o mínimo desconforto. Procure seguir as recomendações do especialista e utilize a medicação conforme a prescrição médica.

6. O tratamento com implantes é definitivo?

O tratamento com implantes osseointegrados já é utilizado há mais de 45 anos e os resultados em longo prazo possuem altos índices de sucesso. Para que o resultado possa ser mantido é fundamental a realização da higiene bucal diariamente e de maneira adequada, além de retornos periódicos ao especialista.

Os comentários estão desativados.